quinta-feira, 11 de outubro de 2012

A subnutrição no mundo: avanços e recuos


 

A FAO (Organização das Nações Unidas para a agricultura e alimentação) divulgou dia 9 do corrente mês o relatório sobre a subnutrição no mundo, trazendo algumas boas notícias sobre a matéria, visto que o índice de subnutrição baixou de 18,6% para 12,5% da população mundial.  De qualquer das formas ainda existem 870 milhões de pessoas em todo o mundo que passam fome. Mas, como não poderia deixar de ser, ainda existe um fosso muito grande entre os países desenvolvidos e os países em desenvolvimento. Nos primeiros a taxa é de 14,9%, enquanto nas nações menos desenvolvidas a taxa é de 23,2%.
A pior das notícias é que a fome alastrou-se no continente africano, passando de 175 milhões (em 1990-92) para 239 milhões de pessoas. O facto não residiu na degradação das condições de vida, visto que, em termos percentuais, até se verificou uma descida efetiva: de 27,3% para 22,9%. O problema reside no aumento da população residente, por força do elevado crescimento populacional.


Notoriamente ainda há muito para fazer neste domínio.

Sem comentários:

Enviar um comentário