quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Conheça as ilhas mais perigosas do mundo



O planeta Terra possui belezas naturais indescritíveis. Porém, algumas delas possuem perigos incalculáveis. Eis a lista de 10 paisagens naturais magníficas, mas conheça os perigos a que a elas estão relacionados.
Atol de Bikini, Ilhas Marshall
Atol de Bikini, Ilhas Marshall - Apesar de alguns turistas se arriscarem, este lugar do Pacífico é extremamente perigoso por conta de sua altíssima radioatividade. Durante a Segunda Guerra Mundial, mais de 20 bombas nucleares foram lançadas no local para testes. Os moradores foram evacuados, mas alguns ainda permanecem por lá.


Apesar de alguns turistas se arriscarem, este lugar do Pacífico é extremamente perigoso por conta de sua altíssima radioatividade. Durante a Segunda Guerra Mundial, mais de 20 bombas nucleares foram lançadas no local para testes. Os moradores foram evacuados, mas alguns ainda permanecem por lá.


Miyake-Jima, Japão


Miyake-Jima, Japão - A pequena ilha japonesa tem um dos vulcões mais ativos do mundo. Para se ter uma ideia, a última erupção durou quatro anos (2000-2004). O local foi totalmente evacuado pelas autoridades, mas um ano depois alguns moradores decidiram retornar à ilha. Desde o ocorrido, o vulcão continua expelindo uma grande quantidade de gás sulfúrico e, por conta disso, os habitantes são obrigados a andar com máscaras de gás ocasionalmente.


A pequena ilha japonesa tem um dos vulcões mais ativos do mundo. Para se ter uma ideia, a última erupção durou quatro anos (2000-2004). O local foi totalmente evacuado pelas autoridades, mas um ano depois alguns moradores decidiram retornar à ilha. Desde o ocorrido, o vulcão continua expelindo uma grande quantidade de gás sulfúrico e, por conta disso, os habitantes são obrigados a andar com máscaras de gás ocasionalmente.


Ilha Ramree, Myanmar
Ilha Ramree, Myanmar - Após um terrível acontecimento, a ilha ganhou fama por conta do "maior desastre sofrido por homens atacados por animais". Durante a Segunda Guerra Mundial, os soldados japoneses foram forçados a andar nos pântanos da ilha. Porém, o que eles não sabiam é que o local era habitado por milhares de crocodilos, que acabaram matando cerca de 400 pessoas.

Após um terrível acontecimento, a ilha ganhou fama por conta do "maior desastre sofrido por homens atacados por animais". Durante a Segunda Guerra Mundial, os soldados japoneses foram forçados a andar nos pântanos da ilha. Porém, o que eles não sabiam é que o local era habitado por milhares de crocodilos, que acabaram por matar cerca de 400 pessoas.

Ilha Reunion, Oceano Índico
Ilha Reunion, Oceano Índico - Conhecida pelo belíssimo Parque Nacional da Reunion, considerado Patrimônio Mundial da UNESCO, a ilha ficou famosa também por ser o lugar com mais ataques de tubarão no mundo. O local é um destino muito procurado para quem quer relaxar nas areias das praias e curtir a natureza, apesar dos ataques constantes dos predadores. Para proteger os viajantes e preservar os animais, o governo proibiu a natação, o surfe e outros esportes aquáticos nas praias.

Conhecida pelo belíssimo Parque Nacional da Reunion, considerado Património Mundial da UNESCO, a ilha ficou famosa também por ser o lugar com mais ataques de tubarão no mundo. O local é um destino muito procurado para quem quer relaxar nas areias das praias e desfrutar a natureza, apesar dos ataques constantes dos predadores. Para proteger os viajantes e preservar os animais, o governo proibiu a natação, o surf e outros desportos aquáticos nas praias.

Ilha da Queimada Grande, Brasil
Ilha da Queimada Grande, Brasil - Também conhecida como a "Ilha das Cobras", este lugar é considerado o maior serpentário natural do mundo, com um surpreendente número de cinco serpentes por metro quadrado. Além disso, possui a cobra com o veneno mais potente do planeta, a Jararaca-ilhoa. Localizada a 35 quilômetros da costa de São Paulo, o acesso à ilha é proibido. Apenas analistas ambientais do Instituto Chico Mendes de Conservação e Biodiversidade têm autorização para explorar o lugar.

Também conhecida como a "Ilha das Cobras", este lugar é considerado o maior serpentário natural do mundo, com um surpreendente número de cinco serpentes por metro quadrado. Além disso, possui a cobra com o veneno mais potente do planeta, a Jararaca-ilhoa. Localizada a 35 quilómetros da costa de São Paulo, o acesso à ilha é proibido. Apenas analistas ambientais do Instituto Chico Mendes de Conservação e Biodiversidade têm autorização para explorar o lugar.

Saba, Antilhas Holandesas, Caribe
Saba, Antilhas Holandesas, Caribe - Apesar de ser uma ilha charmosa nas Antilhas Holandesas, com montanhas e bucólicos vilarejos, visitar Saba pode ser bem perigoso: o local foi atingido por mais furacões do que qualquer outra região do planeta. Os ventos chegam a até 250 km/h e as tempestades são extremamente violentas. Por conta disso, o local abriga um dos aeroportos mais perigosos do mundo, com uma pista de 400 metros à beira-mar.

Apesar de ser uma ilha charmosa nas Antilhas Holandesas, com montanhas e bucólicos vilarejos, visitar Saba pode ser bem perigoso: o local foi atingido por mais furacões do que qualquer outra região do planeta. Os ventos chegam a até 250 km/h e as tempestades são extremamente violentas. Por conta disso, o local abriga um dos aeroportos mais perigosos do mundo, com uma pista de 400 metros à beira-mar.

Ilha Guinard, Escócia
Ilha Guinard, Escócia - Durante a Segunda Guerra Mundial, a pequena ilha em território escocês foi usada para testes de armas biológicas. Uma das substâncias mais fortes utilizadas no local foi o vírus Antraz, que matou centenas de ovelhas. Essa tragédia fez a ilha ser colocada em estado de quarentena na época. Nos anos 1980, a região foi descontaminada.

Durante a Segunda Guerra Mundial, a pequena ilha, em território escocês, foi usada para testes de armas biológicas. Uma das substâncias mais fortes utilizadas no local foi o vírus Antraz, que matou centenas de ovelhas. Essa tragédia fez a ilha ser colocada em estado de quarentena na época. Nos anos 1980, a região foi descontaminada.


Ilha de Fernandina, Equador
Ilha de Fernandina, Equador - Considerada a ilha oceânica mais antiga do mundo, a Ilha de Fernandina, em Galápagos, não sofreu nenhuma modificação ao longo dos seus 750 mil anos, visto que não há sinal algum de interferência humana. Além de ter um dos vulcões mais ativos do mundo, o local é o lar de milhares de animais perigosos.

Considerada a ilha oceânica mais antiga do mundo, a Ilha de Fernandina, em Galápagos, não sofreu nenhuma modificação ao longo dos seus 750 mil anos, visto que não há sinal algum de interferência humana. Além de ter um dos vulcões mais ativos do mundo, o local é o lar de milhares de animais perigosos.

Rangiroa, Polinésia Francesa 

Rangiroa, Polinésia Francesa - Mergulhar nas águas cristalinas da Polinésia Francesa pode não ser tão agradável se você escolher visitar o atol de Rangiroa. A ilha, localizada em uma das regiões mais paradisíacas do mundo, possui uma enorme quantidade de tubarões!


Mergulhar nas águas cristalinas da Polinésia Francesa pode não ser tão agradável se você escolher visitar o atol de Rangiroa. A ilha, localizada  numa das regiões mais paradisíacas do mundo, possui uma enorme quantidade de tubarões!


Atol de Rangiroa
Parece inofensivo, mas o atol de Rangiroa, na Polinésia Francesa, está repleto de tubarões

Parece inofensivo, mas o atol de Rangiroa, na Polinésia Francesa, está repleto de tubarões.


Fonte: Adaptado do site MSN e imagens da Shutterstock.