quinta-feira, 21 de outubro de 2010

China um país rico em "Terras Raras"

As designadas "Terras Raras", que fazem parte da lista de 14 metais críticos, cuja escassez pode ter impacto geoestratégico, são uma das maiores riquezas da China.
As "Terras Raras"estão entre os materiais mais procurados pela indústria moderna, devido às suas propriedades magnéticas e fosforescentes, ingredientes fundamentais para dispositivos e componentes, que vão dos discos rígidos aos lasers.
As "Terras Raras" são abundantes na natureza, mas implicam difíceis, onerosos e demorados processos de extracção. Para além disso, a sua extracção é muito poluente, originando as inevitáveis consequências ambientais.
A China, enquanto maior produtor mundial, apesar de possuir apenas 35% das reservas mundiais, fornece mais de 95% da procura mundial (apesar de 60%, constituírem consumo interno), procura, invocando preocupações ambientais, restringir as exportações, no sentido de estimular as empresas estrangeiras a transferir as suas fábricas para o seu país.
Será uma boa estratégia?
Texto adaptado do Jornal "O Expresso" de 9 de Outubro de 2010

Sem comentários:

Enviar um comentário