sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Carro de motor elétrico em Guimarães a partir do mês de Maio

Segundo uma notícia do Jornal de Notícias, publicada a 22 de Fevereiro de 2013, a aposta de introduzir veículos eléctricos a circular nas cidades portuguesas vai mesmo avançar. Neste domínio estamos a avançar devagar, mas são projectos como os de Guimarães que devem ser incentivados e clonados para outras cidades do nosso país. Segue-se, então, o que de mais relevante transmitia a notícia.

“ Uma empresa de Guimarães quer criar, antes do verão, uma rede de aluguer e revenda de carros elétricos. Para ajudar o ambiente e rentabilizar os 14 postos de abastecimento elétrico que ninguém usa.
Carro de motor elétrico invade Guimarães em maio
Modelo do carro elétrico projetado para Guimarães
… A ideia é que, até maio, turistas e habitantes possam alugar o "Little Four", pequeno carro elétrico, para passeios pelo "berço" ou deslocações para o trabalho. Estes são os veículos ideais para cidades como Guimarães. Quem garante é Paulo Janeiro, gerente da SMS Soluções de Mobilidade Sustentável, empresa de Fafe responsável pela montagem do veículo. "Não faz ruído e não é poluente. Para visitas turísticas e centro históricos são ideais, porque não incomodam nem deixam mau cheiro. Na questão do aluguer não têm de encher o depósito e usam-se como se fosse uma bicicleta - não se incomodam com o abastecimento. Está adaptado a este tipo de trajetos de uso em área local", explicou ao JN.

… Inicialmente, a proposta prevê a instalação do sistema de "carsharing" (em que o cliente paga o aluguer consoante o número de horas que usa) mas pode estender-se à modalidade de revenda ou aluguer por períodos alargados.

A Câmara manifestou "total abertura e disponibilidade para colaborar" com a empresa de forma a "fazer depender menos a economia dos combustíveis fósseis e ter redes alternativas energéticas mais amigas do ambiente e muito mais baratas", justificou Amadeu Portilha.

Guimarães foi uma das primeiras 25 cidades a aderir à Rede Nacional de Mobilidade Elétrica, com a primeira fase a prever a construção de 17 postos de abastecimento…”

Notícia adaptada do Jornal de Notícias de 17 de Fevereiro de 2013.

Sem comentários:

Enviar um comentário